Rádio Clube Sabáudia

 

Ataque de escorpião assusta moradores no interior do Estado

Os moradores de Cascavel estão assustados pela quantidade de escorpiões que estão aparecendo no bairro cará-cará...

Os escorpiões começaram a aparecer depois da chuvarada de outubro. A situação da região não é a única, só neste ano, pelo menos 158 pessoas foram picadas por escorpiões no município de Ponta Grossa. O presidente de associação de bairro de Cascavel, Renato Roth, contou em entrevista do assusto que a cidade vive. "Estamos em pânico, precisamos cuidar das crianças pequenas que não entendem o perigo." finalizou

Caso em Maringá

A maringaense Mara Tavares, mãe do pequeno Artur, passou por um susto no norte com estado com o filho: "Eu tava lavando roupa, aí eu sai para estender, meu neném ficou na porta da lavanderia e eu ouvi um grito. Eu corri para ver o que era, ele já estava vermelho. Eu pensei que era uma abelha, mas quando eu olhei no canto da parede eu vi o escorpião." diz a mãe do pequeno Artur, mordido por um escorpião.

Mara ainda contou à reportagem que os médicos alertaram do risco de morte da criança. "Os médicos me falaram que o caso era grave. Por ser tratar de um escorpião amarelo ele poderia morrer. Mas graças a Deus, meu filho sou um sobrevivente" disse a mãe.

Orientações

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, uma das orientações para evitar os acidentes é não acumular entulhos e lixo, o que facilita o esconderijo e a proliferação de animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e serpentes também é recomendado usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem; examinar calçados e roupas pessoais, de cama e banho; afastar camas e berços das paredes; e não deixar que lençóis ou cobertores encostem no chão, para evitar que os animais subam na cama ou no berço.

O Governo do Estado mantém o Centro de Controle de Envenenamentos do Paraná para orientar a população e profissionais de saúde sobre os encaminhamentos quando necessário. O serviço tem atendimento 24 horas pelo telefone 0800 410 148. No Paraná, os antivenenos estão disponíveis na rede de saúde através das 22 regionais da Secretaria de Estado da Saúde. Ao todo, existem 212 centros de referência para aplicação dos soros.

Com informações Erikson Resende e Silvana Cordeira/Rede Massa

Fonte Massa News.

Esta notícia teve 15 acessos até o momento..

       

 

 

    

 

 

 

       

Facebook

Visitantes Online

Temos 36 visitantes online

Contatos

(44) 9 9906-2604  Stéfani Aguiar (Colunista/ Vendedora)

R. Jácomo Valério, Centro Sabáudia-PR