Rádio Clube Sabáudia

 

Professor de História da FAFIMAN lançará livro sobre Mandaguari

Me. José Natal de Oliveira1

 A racionalização da História no Ocidente sempre priorizou as ações dos personagens de destaque na política, na economia e na religião. Na política destacaram ditadores, democratas, imperadores, monarcas e seus auxiliares de primeiro escalão. Na economia grandes teóricos, industriais, financistas, latifundiários (coronéis) e outros.....

 Numa sociedade com essa visão de sujeito histórico, pouco espaço era reservado aos personagens que não se enquadravam entre os privilegiados dessa “elite” que sempre ditou as regras do jogo do poder, da ordem e da moral. Mesmo esquecidos pela história, eles marcaram presença na história viva e anônima que ajudaram construir.

O livro do historiador e professor Levi Avelino Martins, “Mandaguari Múltiplos Olhares”, garante voz e vez aos personagens da história de Mandaguari que desde sua fundação até os dias atuais cumprem o seu papel profissional, político e social.

O pequeno comerciante, o pequeno agricultor, o alfaiate, o barbeiro, o sapateiro, o açougueiro, a benzedeira, a parteira, o pai de santo, o professor, o borracheiro, o mecânico e tantos outros são personagens anônimos responsáveis pela vida desta cidade. O anonimato não lhes oferece frequentemente as colunas de destaque nas mídias de grande porte e nem nos eventos apreciados pelas lideranças que se destacam na cidade ou na região.

Partido do princípio de que todo cidadão é sujeito de sua história, os personagens descritos e fotografados nessa obra são referências vivas de uma história que se escreveu por várias mãos, sendo que a maioria foi mãos calejadas pelo esforço, honestidade e dedicação.

É motivo de orgulho para nossa cidade receber a obra “Mandaguari Múltiplos Olhares”, assim como deve ser motivo de orgulho para cada personagem aqui lembrado e valorizado, sabendo que muitos ficaram fora e que serão personagens de outras obras que virão.

Os depoimentos simples e sinceros aqui expostos enriquecerão o acervo literário de nossas bibliotecas: FAFIMAN, Colégios Estaduais e Particulares, Escolas de Educação Infantil Pública e Particular, além de acervos pessoais ou de responsabilidade de ONGs voltadas à Educação e à Cultura.

Lembrando Marx: “A história não faz nada, não possui riquezas, não trava combates. É o homem real e vivo que faz tudo. A História é a atividade do homem em busca de seus fins.”2

 

Esta notícia teve 93 acessos até o momento..

       

 

 

    

 

 

 

       

Facebook

Visitantes Online

Temos 44 visitantes online

Contatos

(44) 9 9906-2604  Stéfani Aguiar (Colunista/ Vendedora)

R. Jácomo Valério, Centro Sabáudia-PR